Como calcular o IMI

Para calcular o IMI a pagar é necessário saber o valor do imóvel para depois multiplicar este número pelo imposto aplicável no respetivo município.

O cálculo do IMI é feito com 6 elementos.

O valor patrimonial tributário dos prédios urbanos é apurado da seguinte forma:

VT = VC x A x Ca x Cl x Cq x Cv

em que:

VT = valor patrimonial tributário;

VC = valor base dos prédios edificados;

A = área bruta de construção mais a área excedente à área de implantação;

Ca = coeficiente de afetação;

Cl = coeficiente de localização;

Cq = coeficiente de qualidade e conforto;

Cv = coeficiente de vetustez.

O valor patrimonial tributário dos prédios urbanos apurado é arredondado para a dezena de euros imediatamente superior.

Pode calcular o valor patrimonial do seu imóvel no Portal das Finanças, preenchendo os campos devidos.

 

Ao valor patrimonial tributário calculado é aplicável a taxa definida pelo município, entre 0,3% a 0,5% para os prédios urbanos já avaliados (e entre 0,5% e 0,8% para os restantes prédios urbanos).

A determinados prédios de espécie comercial, industrial ou para serviços aplica-se outro método de cálculo.

Exemplo de cálculo de IMI

A uma avaliação de 100.000,00€ corresponderá um imposto de 300€ a 500€, ou seja, um mínimo de 100.000,00€ x 0,003 e um máximo de 100.000,00€ x 0.005.

Ao receber a nota de liquidação do IMI encontrará a descrição do imóvel, o valor patrimonial tributário, a taxa de IMI e o valor a pagar.

 

in economias.pt